Planejamento Marketing

Se você não sabe o que quer, investir 1 milhão em marketing não resolve seu problema

Pensei em colocar o título deste texto em algo como “o que o planejamento tem a ver com a saúde financeira da sua empresa”. Porque pode parecer óbvio pra alguns, mas a realidade do mercado não é exatamente essa. Ainda mais nesta época do ano, quando a maioria das empresas já fechou ou está fechando o orçamento para 2017. E fica na minha cabeça: definiu o orçamento, mas sabe o que quer?

Definir o orçamento é muito fácil: vou investir X em marketing, Y em novas ferramentas, Z em capacitação para a equipe… Mas o grande investimento de tempo deveria ser em entender qual o cenário e quais os objetivos para curto, médio e longo prazo. E depois, sim, pensar no orçamento.

Vou falar pra você que não é raro (muito pelo contrário!) virem pessoas falarem comigo para fazer um orçamento de comunicação. E querem uma proposta na hora. O diálogo é mais ou menos o mesmo (resumido aqui, é claro):

Eu: não sei o que você quer, não conheço sua empresa.

Interlocutor: mas me fala quanto custa mais ou menos.

Eu: depende muito do que você quer para sua empresa.

Interlocutor: quero que mais gente conheça a minha empresa.

Eu: ótimo! Mas quem você quer que conheça? E por qual motivo?

Interlocutor: ah, todo mundo! Porque eu preciso vender mais.

Quem não gostaria de vender mais, né?! Sonho de quase toda empresa. Mas por alguma razão que eu desconheço algumas empresas jogam praticamente toda a responsabilidade das vendas no marketing. “Ah, porque fulano fez isso e deu certo, então eu quero também”.

Pois é, mas existem empresas e empresas, públicos e públicos. A forma como se vende celulares, livros e etc. não é a mesma que se vende bicicletas. O cliente para cada tipo de produto é outro. Aliás, ele pode ser o mesmo, mas os motivos que fazem ele comprar uma mountain bike são diferente dos que o fazem comprar um bolo de fubá.

Então, às vezes o que funciona para uma empresa não funciona para outra. Por isso o planejamento é tão importante. Entender quem é seu público-alvo e como você se conecta com ele é o ponto central de todo e qualquer trabalho de marketing.

E como a gente fica totalmente focado no nosso dia a dia dentro da empresa, conversar com pessoas de fora pode ajudar – e muito! – a encontrar o melhor caminho. No caso do marketing, ainda mais. Porque são tantos nomes, conceitos e formas de atingir seu possível cliente que todo conhecimento deve ser aplicado para achar o melhor caminho. Profissionais competentes não faltam para dar o apoio necessário.

História verídica

Pra finalizar, um causo que aconteceu comigo. Tive um cliente que, quando fui conversar com ele, queria investir no jornal do bairro. Antes de fazer uma proposta, sentamos e dedicamos algumas horas para identificar quem era e como se comportava o cliente dele. Ao final deste trabalho de planejamento, identificamos que o melhor caminho para o marketing da empresa dele seria um blog com conteúdo exclusivo + criação de mailing com disparo de e-mail marketing.

O investimento foi de menos da metade do que seria investido com o jornal do bairro e, o que é melhor, com o cliente atingindo as metas estipuladas por ele.

Sabe aquela história de que “para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve”? É exatamente isso. Com a diferença de que pode mexer no seu bolso: se não sabe onde sua empresa quer chegar, investir um real pode ser jogar dinheiro fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *