Como vender no B2B com as ferramentas digitais 

Estratégia para usar as ferramentas certas. Inteligência para avaliar tudo. Um dos maiores desafios do planejamento de marketing digital é definir quais ferramentas utilizar para trazer o esperado crescimento das empresas. Isso requer inteligência e estratégia e se esse resultado ainda não aconteceu talvez você não esteja utilizando as ferramentas certas ou está utilizando mal. Mas nem tudo está perdido, você pode rever seus planos e procurar especialistas que trabalhem com foco em estratégia digital B2B e utilizem os recursos de dados e inteligência para alcançar os melhores resultados em vendas. Sim, estamos falando de vendas porque é isso mesmo que você pretende, é isso mesmo que sua empresa espera que você entregue e é isso mesmo que as ferramentas permitem alcançar. Vejamos como:

  • Depois de entender profundamente seu púbico-alvo e escolher as personas que serão alvo das ações digitais, com suas dores e necessidades específicas, levantar dados de mercado e vendas, começa a fase de planejamento estratégico, onde se definem os objetivos e ferramentas que serão utilizadas para alcançar os resultados.
  • Esse processo se complementa com a integração das equipes de marketing e vendas e o alinhamento de ambas com os profissionais responsáveis pela implementação das ações. O que no papel até parece básico, na prática todos sabemos que nem sempre acontece. Isso porque nem todas as lideranças perceberam o fim dos nichos independentes e que agora todo esforço de marketing digital requer o envolvimento conjunto dos profissionais da área comercial. Porque eles serão impactados, queriam ou não aderir ao novo processo de vendas. Essa é uma escolha que já foi feita pelos clientes e é melhor entender como funciona, aprender o que for preciso e participar ativamente para construir novos parâmetros de relacionamento e aumentar as vendas com o social selling.

Sem esse passo inicial nenhuma ferramenta vai  funcionar com todas as suas potencialidades. Agora,vamos a elas:

  • Site e Blog:

O básico de toda estratégia digital,  para onde você atrai os leads e converte em clientes.  O site precisa ter uma programação “clean” e “mobile responsive”. Isso porque a maior parte dos acessos virá pelo mobile, tendência que só vai crescer. O Blog, integrado ao design do site, requer atualização constante.

  • Marketing de Conteúdo:

A produção e oferta de conteúdos de qualidade é a base da estratégia de Inbound Marketing para gerar autoridade e atrair clientes. Os temas devem corresponder  às principais dúvidas e dores dos seus clientes, com textos relevantes para gerar autoridade.  As palavras-chave devem ser  utilizadas com estratégias de SEO, que unem programação e conteúdo para atrair tráfego pela busca do Google e otimizar os resultados.

  •  Redes sociais:

A escolha das redes sociais nas quais você vai compartilhar seus conteúdos e posts depende de onde se concentra o seu público. O  gerenciamento das redes faz com que seus posts cheguem a quem realmente interessa e você ainda pode impulsionar o alcance, com investimento em ações publicitárias nas redes sociais. Sempre com estratégias de captação que permitam pulverizar a sua base com os clientes em potencial, para converter os leads em clientes.

  • Campanhas em Buscadores

Você pode investir em campanhas, utilizando ferramentas de divulgação que permitem ampliar a cobertura e penetração no ambiente digital. Se souber utilizar os buscadores com estratégia, esta pode ser uma excelente oportunidade para o  crescimento dos negócios.

  •  Plataformas de Inbound

Também é possível automatizar a geração de Leads B2B com plataformas que utilizam software de Inbound Marketing, mas se não tiver uma estratégia bem definida, integração e treinamento de equipes, produção de conteúdos de qualidade, com o envolvimento dos profissionais certos em cada etapa, nenhuma plataforma vai trazer os melhores resultados para sua empresa.  Lembrando do nosso artesão de barcos do texto anterior, seria o mesmo que colocar um motor muito potente em uma estrutura muito frágil.

INBOUD E OUTBOUND. COMO DIFERENCIAR:

No OUTBOUND MARKETING você busca os clientes que têm um potencial de interesse para a marca, num processo ativo que inclusive pode ser offline. No INBOUND MARKETING os seus leads são atraídos estrategicamente, em um processo considerado passivo.

  • Linkedin para vendas B2B

O LinkedIn deixou de ser apenas uma plataforma de perfil profissional para quem busca oportunidades e talentos. Agora oferece outras possibilidades como o compartilhamento de conteúdos em forma artigo longo no perfil pessoal, Sales Navigator, Company Page e funções que incentivam a interatividade dos internautas. Esse novo posicionamento facilita muito a aquisição de novos clientes, principalmente para empresas B2B, com cases comprovados de sucesso em vendas.

Inteligência Estratégica e Dados impactam os resultados

E quando você pensa que já usou todas as ferramentas e tudo vai acontecer como o esperado, é bom lembrar que por trás de todo esse esforço existem os dados. Eles acompanham todas as fases, desde o planejamento estratégico até a execução.  Você precisa ter pesquisa de SEO e monitorar a performance de cada ação. Quando você mede os resultados em tempo real pode traçar e corrigir as rotas para alinhar a estratégia e alcançar o tão esperado retorno. Enfim, a tão sonhada mágica de vendas digitais até existe, mas você precisa conhecer o mix de ferramentas e saber como e quando utilizar cada uma para chegar lá. Sim, este é um processo complexo, que requer habilidades, monitoramento, inteligência estratégica, treinamento de vendas e revisão de planos enquanto tudo acontece ao mesmo tempo agora. Porque esse é o processo da nova realidade digital. Só para os fortes e ágeis.

Participe da conversa Um comentário

  • Aplico algumas partes deste conteúdo a algum tempo, acredito que o próximo passo seria, investir no Linkedin para tentar deixar os profissionais do Linkedin com minha marca na ponta dos dedos, e a marca Sparkfix na maioria dos favoritos, vou investir como sugerido no texto acima, em fazer o Sparkfix.com.br “clean” e “mobile responsive”.
    Quem sabe criar uma área te texto e vídeos para divulgar melhor a aplicabilidade dos fixadores na automação industrial

Envie seu comentário