Três gigantes e uma missão: conectar dados e pessoas

Por 12 de outubro de 2018Tecnologia
conectar-dados-pessoas

SAP, Adobe e Microsoft revelam detalhes da parceria por informações unificadas

No SAP Customer Experience Live, que acontece em Barcelona (Espanha) entre os dias 10 e 11 de outubro, o público também pode conhecer mais detalhes sobre a Open Data Initiative, que une as gigantes SAP, Adobe e Microsoft. O objetivo é ajudar as empresas a criarem um perfil unificado de cliente, com a ajuda de dados e inteligência artificial e, desta forma, reinventar a experiência do consumidor.

Competidores em alguns casos, as companhias acreditam que podem trabalhar melhor juntas. Mas, de fato, a demanda para a iniciativa surgiu de verdade a partir do pedido dos clientes. No palco do evento, Alex Atzberger, presidente da SAP Customer Experience, nomeou algumas grandes empresas que disseram: “Estamos trabalhando com todos vocês três. Será que não podemos unificar o modelo de dados”, confidenciou.

A Open Data Initiative também resolve um problema da indústria, já que muitas empresas lutam para ter uma visão completa de suas interações e transações com o cliente, sobretudo porque não conseguem conectar informações presas em silos internos. Isso sem contar as importantes informações de clientes que estão em silos externos, com fornecedores terceirizados. Tudo isso limita a capacidade de uma empresa em criar as conexões certas, dar mais inteligência aos processos e extrair mais valor dos dados em tempo real.

Para Gavriella Schuster, VP da Microsoft, a iniciativa vai ajudar a “alavancar os negócios mais rapidamente e facilitar a relação entre dados, consumidores e empresas”. No SAP Customer Experience Live, ao lado de Alex e também de Brandon Pulsipher, VP of Experience Cloud Technical Operations da Adobe, Schuster reafirmou os três princípios que orientam a iniciativa:

1 – Toda organização possui e mantém o controle completo e direto de todos os seus dados.

2 – Os clientes podem ativar processos de negócios orientados por inteligência artificial para obter insights e inteligência a partir de dados comportamentais e operacionais unificados.

3 – Um amplo ecossistema de parceiros deve ser capaz de aproveitar facilmente um modelo de dados aberto e extensível para ampliar a solução.

Fonte: ProXXima / Por Renato Rogenski, de Barcelona

Envie seu comentário