Se você  é empresário ou trabalha na gestão de alguma empresa, sabe bem como funciona: o objetivo de qualquer ação de comunicação é ampliar o alcance de sua marca e, consequentemente, aumentar as vendas por meio da geração de leads. No marketing digital funciona da mesma maneira – o trabalho é planejado para atingir uma meta específica, quase sempre relacionada à área comercial.

Uma particularidade do marketing digital (que você já deve ter ouvido falar) é o lead. “Gerar leads é importante”, “gerar leads é isso”, “gerar leads é aquilo”… Mas você sabe o que é lead e como ele funciona? Vamos explicar:

O que é lead

Em poucas palavras e de maneira bem simplista, gerar leads é uma oportunidade de negócio para a sua empresa vender seus produtos e serviços. Fazendo um paralelo com uma loja de roupas em um shopping, é como se um cliente entrasse no seu espaço e fosse analisar as roupas penduradas nos cabides. Mesmo que ele esteja “dando só uma olhada”, o simples fato de ele estar no seu ambiente já é uma chance de fazer negócio, certo?

No ambiente digital é o que chamamos de lead. Para que você tenha um lead, ter o contato do público (especialmente o e-mail) é fundamental.

Como gerar leads

Vamos novamente dar o mesmo exemplo de uma loja de roupas. Em um shopping, uma vitrine bonita e uma iluminação bem feita dentro do comércio podem fazer um cliente que não estava pensando em comprar roupas ter um estalo e dizer: “vou entrar pra dar uma olhada”. E como fazer isso no marketing digital?

Trazer o público para o seu site é algo que demanda um planejamento estratégico inteligente. Afinal, se a pessoa não está interessada em comprar, o que fazer para que a sua empresa consiga o endereço de e-mail dela? Com uma série de ferramentas que o marketing digital proporciona – especialmente gerando conteúdo atrativo e interessante, que ela queira continuar recebendo.

Se relacionando com cada tipo de público

Esta geração de conteúdo com o seu público-alvo pode se dar de diversas formas. Blog, redes sociais, e-mail marketing, conteúdo visual, vídeos… Tudo depende de qual é o seu produto, qual público a sua empresa quer atingir e o que quer fazer com esses leads.

Nem todo mundo que está na internet está disposto a comprar o seu produto. Aliás, estudos recentes apontam que apenas 3% do mercado está comprando neste momento e outros 7% estariam dispostos a comprar – o que significa que 10% do público estaria aberto a ouvir a sua empresa oferecendo seus produtos e serviços. Mas os outros 90% também são interessantes para você, certo? Pois é, por isso o seu relacionamento com o público precisa ser inteligente.

Se a maior parte dos potenciais clientes não está disposto a comprar no momento, o relacionamento da sua empresa com eles precisa ser calcado em educar seu público-alvo, seja com conteúdo sobre o mercado em que atua ou mostrando que a sua empresa é referência no que faz, apresentando cases de sucesso e conhecimento no mercado.

O funil de vendas

Esta diversificação de conteúdo no marketing digital é importante para atingir todo o funil de vendas – em que a menor parte dos clientes neste funil está disposto a comprar, mas o relacionamento com todos os potenciais é muito importante. Existem técnicas que podem ser utilizadas para atingir todos estes diferentes públicos (mas isso é assunto para um outro post ).

O que é importante de ficar compreendido agora é que, se a sua empresa falar apenas em vender-vender-vender, vai afugentar boa parte do público potencial. Mas se o relacionamento com o público for baseado em troca de conhecimento, o potencial de sucesso é muito maior – e quando ele cogitar comprar o serviço que você oferece, a sua empresa vai estar no topo das escolhas dele.

Participe da conversa 5 Comentários