Acompanhando os textos do nosso blog, você aprendeu a planejar suas estratégias de marketing digital, a definir suas metas, quais são os canais onde publicar, como produzir o conteúdo, como transformar os acessos em vendas e o que fazer com os dados do seu monitoramento.

Cada uma dessas etapas é tão importante e fundamental quanto outra, assim como a que falaremos hoje: o monitoramento.

Para que serve o monitoramento digital?

Uma delas é que ele mostra o feedback do público. Por meio do monitoramento, você vai saber o que estão falando sobre o seu negócio. Ele dá nas suas mãos o retorno do público sobre a sua marca, seja ela um serviço, negócio ou produto.

E mais: se souber extrair o máximo potencial das ferramentas – baseado na estratégia da sua empresa – podemos ficar de olho também nos seus concorrentes, nas tendências e, além das respostas do seu público, monitorar o público dos seus concorrentes.

O que estão falando de você? Quanto tempo assistem seus vídeos? Quanto tempo passam na sua homepage? O número de seguidores aumentou ou diminuiu? E a interação? O que deu certo na sua estratégia? O que deu errado?

O monitoramento abastecerá a sua empresa de informações para definir os novos passos, metas e estratégias de marketing na internet.

Onde eu posso aplicar essas ferramentas?

Quando falamos em estratégia de marketing digital, não podemos considerar apenas uma rede social. Precisamos entender qual delas fará mais sentido para o seu negócio: Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, Pinterest, Snapchat, etc?

O segundo passo é identificar como devemos integrar e comunicar todas elas para fortalecer sua estratégia de marketing digital. Com isso, tiraremos o máximo proveito de cada uma dessas rede sociais. Afinal, todas as redes sociais têm seus pontos fortes e fracos. Depende de nós estudarmos como e quais vamos utilizar para obter os resultados que queremos.

Quais ferramentas posso usar?

Depende do seu objetivo. Separamos algumas que, num panorama geral, são super bem recomendadas e ajudam muito no trabalho. Veja:

Scup: oferece o monitoramento em tempo real de até 13 redes sociais. Com ele, é possível identificar os assuntos comentados sobre a sua empresa, entendendo o que o seu público quer, conhecendo o mercado de atuação do seu negócio e os concorrentes. Essa ferramenta também é simples de usar e possui uma interface bastante dinâmica.

Hubspot: voltado para pequenas e médias empresas, o Hubspot é baseado no conceito de marketing inbound. Resumindo, seu objetivo é aumentar a frequência de pessoas na página da sua empresa, gerando leads por meio de diferentes ferramentas de conversão. Ele possui cerca de três ferramentas de monitoramento em redes sociais, sistema de gestão de conteúdo, gerenciamento de leads, etc.

Hootsuite: uma das mais completas porque tem um produto para cada necessidade do seu negócio. Google, Facebook, Twitter, Instagram, site, blog, etc. Ela conta com mais de 10 milhões de usuários em todo o mundo.

Deixe as especificidades para os especialistas. Será melhor, pode confiar!

Ainda existem outras como Everypost, SproutSocial, Crowdbooster e Seekr, por exemplo. A nossa sugestão é que para ter o máximo desempenho com essas ferramentas, é melhor contar com um profissional ou empresa especializada. Pensando num comparativo, dê uma calculadora científica na mão de alguém de humanas e veja no que dá (brincadeira! :D).

Dados na mão, hora de entrar no jogo

Já mostramos aqui no blog, o monitoramento é extremamente útil para você entender se as estratégias de marketing digital estão dando certo e também descobrir novos caminhos. Mas vale lembrar: se não souber analisar, interpretar e aproveitá-los, eles não servem para nada.

Por isso, saiba aqui como extrair o melhor dos dados digitais

Já aprendeu? Então, é hora de colocar a mão na massa.

E lembre-se de usar mais essa #StratDica. E se precisar de um especialista no assunto, conte com a gente!